quinta-feira, 4 de março de 2010

CONSCIÊNCIA

Hoje li um parágrafo muito interessante e resolvi citá-lo. Gostaria de poder passar essa mensagem para o máximo de pessoas possíveis, mas esse blog é feito para mim mesma e para meus fiéis leitores Thi e Will! De qualquer maneira, gostaria que todos lessem e pensassem sobre isso.


O capítulo do livro trata de política nos EUA. Espero que vocês saibam como funciona lá porque meu objetivo aqui não é tratar de política (resumo: DEMOCRATAS conhecidos como liberais x REPUBLICANOS conhecidos como conservadores). O ator Michael J. Fox (mais conhecido pelo papel em De Volta Para o Futuro) é apaixonado por política. Tirando o fato de ser esquerdista, o discurso dele se deve a um fato muito maior que isso tudo. Reflitam:


"(...) É especialmente relevante saber se o candidato se opõe à destruição de embriões, mas é a favor da fertilização in vitro. Esse tipo de fertilização cria um excedente de embriões que são descartados em números muito maiores que aqueles que são e serão usados em pesquisas. Muitos de nossos amigos são pais de belas crianças que, sem a fertilização in vitro, não existiriam - e não tenho nenhum problema com isso. Mas favorecer um e esquecer o outro é fundamentalmente inconsciente ou obviamente injusto." 


Detalhe importante: o ator sofre de DP (Doença de Parkinson) e criou a Fundação Michael J. Fox que tem como objetivo achar a cura pra DP, claro. Para isso são necessários experimentos com células-tronco (as que a gente encontra nos embriões) que, para muita gente, é antiético.

"(...) Bebês flocos de neve é o nome dado às crianças que nascem de embriões congelados que os pais doaram para adoção. Todo ano, dezenas de milhares de embriões sobram de fertilização in vitro. (...) Para o casal ou a pessoa que não pode ter filhos, adotar um embrião dessas sobras é algo maravilhoso, sem dúvida nenhuma. Mas a lógica sugere, e as pesquisas comprovam, que, mesmo que tivéssemos taxas recordes deste tipo de adoção, elas só cobririam uma pequena fração do número de embriões produzidos, ainda sobrando milhares de células com potencial para salvar bilhões de vidas."

Estudei Biologia, tenho minha consciência (espero que cada animalzinho que eu tive que abrir para estudar me desculpe!), minha ética, minha responsabilidade social e minha espiritualidade. E um dos meus sonhos é poder ver que não existem mais pessoas que maltratam animais ou fazem aborto de uma forma ilegal (o que é um risco MUITO grande para a grávida e claro, para o bebê)... e por outro lado as pessoas deixem de ser manipuladas e parem para pensar: ser a favor de testes com células-tronco de embriões não quer dizer que você seja contra a fertilização in vitro (sendo assim contra esse tipo de adoção), mas sim que você seja a favor do APROVEITAMENTO do material que será descartado e talvez assim salve mais e mais vidas. Não é isso que devemos fazer com qualquer tipo de material?! Aproveitar?!

E se fosse você o alvo do Parkinson, ou Alzheimer, Huntington, ELA, Esclerose Múltipla ou Diabetes juvenil?!

Um comentário:

William disse...

O aproveitamento dos embriões seria ótimo, pois como você disse, nem todos eles serão adotados. Salvar pessoas com estas doenças seria bem mais vantajoso do que deixar células embrionárias congeladas para sempre. Além, que, na natureza mesmo, ocorrem abortos frequentemente, sem que a pessoa perceba. Espero que aprovem o uso de células-tronco embrionárias, e poderemos salvar vidas como a do Michael J. Fox, ou de um parente próximo.